EDUCAÇÃO - Professores municipais de Conquista aprovam greve por dez dias


20170315_165653.jpg

O Sindicato do Magistério Municipal Público (Simmp) de Vitória da Conquista apeovou a adesão à greve nacional, proposta pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). Com as atividades paralisadas desde a manhã dessa quarta-feira, 15, a categoria se reuniu em assembleia, na Câmara Municipal de Vereadores, onde decidiu pela continuidade do movimento que, conforme proposta da Confederação, terá a duração de dez dias.

Embora com as atividades escolares suspensas, os profissionais estarão nas unidades de ensino na manhã desta quinta-feira (16/03) para comunicar aos pais os motivos do movimento, sendo que, a partir do turno vespertino, escolas e creches estarão fechadas.

A paralisação foi motivada frente a insatisfação dos profissionais para com a reforma da previdência, que retira direitos dos trabalhadores, aumentando a idade mínima para a aposentadoria, e o não cumprimento integral da lei do piso salarial do magistério.

Assim como nos demais estados e municípios brasileiros, os educadores de Vitória da Conquista realizaram uma manifestação, junto a outras entidades e movimentos sociais, para que os políticos se conscientizem e não aprovem projetos que prejudicarão absurdamente a vida do povo brasileiro.  A ação foi realizada no período da manhã, tendo início na Praça Nove de Novembro, seguindo para a Prefeitura, Câmara Municipal de Vereadores e encerrando na Avenida Lauro Freitas, onde o transito foi temporariamente bloqueado.

Como também estão iniciando a Campanha Salarial, os docentes aproveitarão a oportunidade para entregar ao governo municipal a pauta de reivindicações da categoria, que tem como um dos principais pontos de discussão a reformulação do plano de carreira dos professores e a criação do plano dos monitores.

“Não é a toa que estamos entrando nesse movimento. Estamos diante de um cenário bastante preocupante, porque não estamos apenas lutando para conquistar novos direitos, mas para não perdermos o que historicamente conquistamos, a base de muita luta”, explicou a presidente do SIMMP, Arlete Dória.

A partir desta quinta-feira será divulgada a agenda de atividades que serão realizadas durante esses dez dias. A Prefeitura informou que ainda não foi comunicada sobre a paralisação dos professores.

Texto e foto da Assessoria de Imprensa do SIMMP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments