SENTENÇA - Justiça Eleitoral de Caetité cassa mandatos do presidente da Câmara e dois vereadores


Justiça Eleitoral de Caetité cassa mandatos do presidente da Câmara e dois vereadores

A Justiça Eleitoral de Caetité, no sudoeste baiano, determinou a cassação dos mandatos do presidente da Câmara, Arual Rachid (PSB), Deyvison Silva Barbosa Andrade (PSD), Moacir José dos Santos (PT) e o diploma do suplente de vereador Sidney Dias da Silva (PSB), determinando que os votos obtidos por eles sejam subtraídos da coligação “Vamos Governar Juntos” a qual concorreram nas eleições de 2016 e imputou multa no valor de R$ 30 mil. Segundo apurou o site Brumado Notícias, a subtração dos votos obtidos pelos cassados da coligação, altera a composição das cadeiras da Câmara de Vereadores do município, que após confirmação da Sentença pelo Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) passará a ter outra composição. A justiça ainda julgou procedente as denúncias contra o ex-vereador Nilo Joaquim de Azevedo (PSB) e condenou o ex-vereador por praticar a mesma conduta em favor do candidato Sidney  a quem apoiou no pleito passado, imputando a ele multa de R$ 30 mil e determinando a inelegibilidade do ex-vereador pelo período de 8 anos. 
Justiça Eleitoral de Caetité cassa mandatos do presidente da Câmara e dois vereadores


As denúncias, com fartas provas colhidas na maioria pela própria Justiça Eleitoral vão desde a distribuição de caixas d´água, cimento, perfuração de poços artesianos, abertura de poços e aguadas, remédios, entre outros, que configuraram uma verdadeira ação orquestrada de compra de votos em favor da coligação “Vamos Governar Juntos”. As ações foram ajuizadas pela Coligação “Caetité Pra Todos”, através dos advogados: João Carlos Silva Soriano, Éder Adriano Neves David, Magda Souza Braga David, Fred Fabiano Neves David e Romilton Carvalho Bonfim Sobrinho. As partes citadas disseram que irão recorrer.
Com informações de Brumado Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments