Polícia civil de Itapetinga prende homicidas na Operação Vilas

Quatro bandidos de alta periculosidade, envolvidos com tráfico de drogas e homicídios, foram presos pela polícia civil de Itapetinga, sudoeste da Bahia, durante uma operação para dar cumprimentos a mandados de prisão e apreensão expedidos pela justiça local.

A "Operação Vilas", iniciada na tarde dessa segunda-feira, 5, terminou na manhã dessa terça, mobilizando um grande aparato de viaturas e policiais civis.

O coordenador regional Roberto Júnior, o delegado titular Irineu Andrade, e o delegado plantonista Thiago Pessoa, estiveram à frente das equipes. Como resultado, foram presos na primeira incursão: Alaelton de Jesus Martins, vulgo Longuinha; João Vitor Queiroz de Jesus, vulgo Fedor.

Eles são acusados de terem matado e escondido o corpo do jovem Anderson Oliveira de Almeida, conhecido por Dudu, em maio deste ano. Ainda no curso da operação, os policiais prenderam em flagrante João Ícaro Soares de Sousa, com 20 pipetas com cocaína. Ele estava em uma casa no Residencial Hilda Gama (Portelinha).

Suspeito de envolvimento na morte de Flávio Santos Souza, o Flavinho,  fato ocorrido na noite de 22 de maio deste ano, os policiais civis conduziram Adson Fonseca de Jesus. Com ele, foram apreendidos um pino de crack, Uma bucha de maconha E uma impressora guardada dentro de um dos quartos. A máquina, segundo o coordenador Roberto Júnior, servia para produzir notas falsas.

“Já tínhamos a informação de que notas falsas de 50 e 100 reais estavam sendo produzidas em uma casa no Hilda Gama. As investigações apontavam para João Icaro e um outro rapaz, que já foi identificado, mas não preso, ainda”, revelou o delegado que assumiu recentemente a coordenadoria da 21ª Coorpin.
João Ícaro, que é morador de Macarani e há meses está em Itapetinga,  admitiu que foram produzidas notas falsas, mas não disse quantas. As investigações para descobrir onde ocorreu o derrame de notas prosseguem. O delegado titular Irineu Andrade, responsável pela representação das prisões dos envolvidos em homicídios, deixou claro que ações deste tipo acontecerão nos próximos dias.

Fonte: Polícia Civil

Postar um comentário

0 Comentários