Conquista: Ex-prefeito Guilherme não conseguiu eleger sucessor, mas segue bem avaliado; confira matéria do Correio

A um ano da disputa eleitoral pelo governo do estado, as principais lideranças políticas das dez maiores cidades do interior já estão posicionadas em um dos lados da batalha que começa a se desenhar entre o governador Rui Costa (PT) e o prefeito ACM Neto (DEM). O CORREIO mapeou as articulações em torno das alianças com 54 caciques desses municípios, sendo que apenas cinco ainda estão em cima do muro sobre o apoio ao petista ou ao democrata em 2018, caso a disputa entre os dois se confirme na sucessão.
Embora o prefeito ainda não tenha se posicionado sobre a candidatura ao governo do estado, seus aliados já trabalham na articulação de líderes regionais nos maiores colégios do interior, de olho nos votos de 1,66 milhão de eleitores, fatia que representa 16% do total do estado. Entre os prefeitos, cinco estão com Rui, quatro com Neto e um ainda não escolheu lado.
Em Feira de Santana, a maior do interior, o jogo já está praticamente definido. Um dos maiores redutos do democrata, a Princesa do Sertão é estratégica por ser a capital de sua própria região metropolitana, composta por 16 municípios, e exercer influência nesse entorno.
Lá, o prefeito José Ronaldo (DEM), reeleito no ano passado com 71% dos votos válidos, é o principal cabo eleitoral de Neto, enquanto o deputado estadual Zé Neto (PT), derrotado pelo democrata na disputa pela prefeitura, segue no time Rui. O governador também conta com o apoio do deputado federal Fernando Torres (PSD).
Mesmo sendo dominado pelo DEM, o que se refletiu na boa votação de José Ronaldo, Feira deu vitória a Rui em 2014, no embate com o ex-governador Paulo Souto (DEM).
Inversão
Por outro lado, Vitória da Conquista, histórico reduto petista, viu a oposição conseguir uma vitória depois de 20 anos  sob domínio do PT, com a eleição de Herzem Gusmão (PMDB) no ano passado.
O peemedebista derrotou, no segundo turno, o deputado estadual Zé Raimundo (PT), que já comandou o município, segundo maior colégio eleitoral do interior. Além de Herzem, Neto terá apoio também do ex-vereador Arlindo Rebouças (PSDB), que disputou a prefeitura e teve votação considerada surpreendente, ocupando o terceiro lugar no pleito de 2016.
Do lado governista, Rui tem no seu front em Conquista o ex-prefeito Guilherme Menezes (PT), que não conseguiu eleger o substituto, mas segue bem avaliado no município. Além de Zé Raimundo, o deputado federal Waldenor Pereira (PT) e o deputado estadual Fabrício Falcão (PCdoB) são outras lideranças locais do time petista.
Outra vitória da oposição considerada importante foi em Alagoinhas, 10º maior do interior do estado. Por lá, o prefeito Joaquim Neto (DEM) conseguiu derrotar, no ano passado, três aliados do governador: o deputado estadual Joseildo Ramos (PT), Sônia Fontes (PSB), apadrinhada do ex-prefeito Paulo Cezar Simões (PDT), e Radiovaldo Costa (Rede).
Joseildo e Paulo Cezar, com dois mandatos cada, dividiam o poder na cidade desde 2001 e são os mais fortes aliados do governador em Alagoinhas. Ex-prefeito de Sátiro Dias, Joaquim tem com ele o deputado federal Paulo Azi (DEM), uma das principais lideranças da região e aliado de Neto.

Comments