segunda-feira, 30 de abril de 2018

VÍTIMA IDENTIFICADA - Polícia fecha o cerco contra assassinos de vaqueiro; crime ocorreu na zona rural de Itambé

Marcosuel Carvalho foi atingido a tiros e morreu no local onde bandidos fariam o assalto
Imagens: Ag. Sudoeste Digital
O delegado de polícia civil de Itapetinga, Irineu Andrade, está à frente das investigações que apuram o assassinato do vaqueiro Marcosuel Carvalho Ribeiro, 35 anos, morto a tiros ao presenciar um assalto à Fazenda Criciúma, zona rural de Itambé, na manhã desta segunda-feira, 30. 

Segundo relatos, a vítima estava a cavalo, depois de sair da região de Duas Barras, onde morava e passava pelo local quando percebeu uma movimentação estranha. 

Por ter conhecimento dos moradores do lugar, se aproximou ao notar pessoas alheias à fazenda e foi atingido à bala, que acertou o peito. Eram assaltantes que já haviam rendido o vaqueiro da fazenda, amarrando-o e se preparavam para cometer o assalto.

O cavalo saiu em disparada e, ferido, o vaqueiro caiu alguns metros à frente. Nisso os bandidos, que saíram em perseguição, deflagraram mais três tiros na vítima, que ainda agonizava. 

De acordo com o vaqueiro, que teve o nome preservado por questões de segurança, os bandidos o surpreenderam, mantendo-o amarrado num dos cômodos enquanto preparavam para assaltar. Ele conseguiu se livrar das cordas e se escondeu numa área de mata. "Queriam roubar alguns pertences e animais, principalmente galinhas", contou à polícia.

Ao ouvir os estampidos, seguidos do ronco do motor de uma motocicleta em fuga, o vaqueiro retornou e se deparou com o corpo de Marcosuel. Ele morreu no local. Os bandidos tomaram rumo ignorado e, desde então, estão endo procurados pela polícia de toda a região.

Assim que foi informada, uma equipe do Departamento de Polícia Técnica  (DPT), se deslocou para o local e realizou o levantamento cadavérico, enquanto uma equipe de investigadores colhia informações. O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Itapetinga. Marcosuel, que era natural de Caatiba, município vizinho, deixa esposa e um filho de 11 anos. 

Parentes e amigos estão chocados. De acordo com moradores a região tem sido constantemente alvo de bandidos e o clima é de insegurança. As informações sobre os bandidos podem ser passadas à polícia pelo Whatsapp 77 9 8887-0197, com a garantia do anonimato. 

CONFIRA FOTOS DO LOCAL DO CRIME










Deixe o seu comentário!