ALERTA - Sobe para 22 o número de mortes por H1N1 na Bahia; estado tem 181 casos da doença

Salvador tem 22 morte spor H1N1. Vacinação segue quinta, na capital, que tem 84% do público-alvo vacinado. Meta é 90% (Foto: Ares Soares/Unifor)

O número de mortes provocadas pela gripe H1N1 subiu para 22 na Bahia, segundo boletim divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), nesta terça-feira (19). Os dados são referentes a até o dia 9 de junho. Houve um caso em Vitória da Conquista.


De acordo com a Sesab, até a data, foram notificados, no estado, 1.231 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), com 93 óbitos. Dentre esses casos, 241 foram confirmados para Influenza, sendo 181 pelo subtipo A H1N1. Vinte e dois deles evoluíram para óbito.

Ainda conforme a Secretaria, no mesmo período do ano passado foram notificados 327 casos de SRAG, com 26 óbitos. Dentre eles, 25 foram confirmados para Influenza, sendo dois casos de Influenza A H1N1 e nenhum óbito por A H1N1.

Os casos de H1N1 foram confirmados em 49 municípios. As mortes ocorreram em 11 deles. A maior parte foi registrada em Salvador (12). Os outros municípios foram Apuarema (1); Camaçari (1); Irará (1); Lauro de Freitas (1); Retirolândia (1); Saúde (1); Sapeaçu (1); Serrinha (1); Uruçuca (1) e Vitória da Conquista (1).

Vacinação

De acordo com a Sesab, a faixa etária de maior ocorrência ficou entre os menores de cinco anos e maiores de 60, sendo que 60% dos óbitos ocorreram nesses grupos.

A vacinação contra a gripe foi prorrogada, em todo o país, até a sexta-feira (22). Em toda a Bahia, 3,6 milhões de pessoas fazem parte do público-alvo. Até esta terça-feira (19), cerca de 72% deste público foi vacinado. A meta é vacinar 90% dessas pessoas.

Comments