APURAÇÃO - Ministério do Exército vai apurar causas de desabamento do teto do Tiro de Guerra em Conquista; obra é de responsabilidade da Prefeitura


O desabamento do teto do auditório Tiro de Guerra 06/006, em Vitória da Conquista por pouco não provocou uma tragédia. O local estava vazio no momento da queda, na noite dessa quinta-feira (28).



As causas do rompimento das vigas de sustentação da obra, de responsabilidade da Prefeitura, devem ser apuradas pelo Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA) e também pelo Exército. Além do telhado, que sofreu intervenção há apenas 15 dias, a Prefeitura também executou reformas no piso, instalações elétricas, cozinha, banheiros e tubulação.

O prefeito Herzem Gusmão (MDB) disse em sua rede social "estar grato a Deus por não ter ocorrido uma 'tragédia' e que o fato é “lamentável e sem justificativa”. O prefeito informou ainda que irá solicitar ao secretário de Infraestrutura urbana, José Antônio Vieira, “que acompanhe pessoalmente a restauração da parte que desabou e faça intervenções necessárias para que a segunda entrega das obras do Tiro de Guerra ocorra dentro da normalidade e com segurança”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments