AMARELOU GERAL - Viação Vitória ameaça com demissões de rodoviários e sindicato recua

VITÓRIA DA CONQUISTA (Da Redação) - Uma nota emitida pela Viação Vitória, com ameaça de demissões em massa, foi o bastante para que o sindicato dos rodoviários recuasse da proposta de catraca livre, sugerida para entrar em vigor nesta terça-feira (26) como forma de pressionar a empresa de ônibus a pagar vales, ticktets e salários atrasados aos mais de 500 funcionários.


Visivelmente insatisfeitos com a empresa e mais ainda com a falta de amparo do sindicato, os rodoviários não pouparam críticas aos envolvidos no caos do transporte público em Conquista.

"Prefeitura, sindicato, Vitória. Todos desmoralizados e o povo sabe muito bem disso. Infelizmente até a Justiça, que deveria nos proteger, parece estar comprometida", desabafou um funcionário.

"Estamos passando por dificuldades financeiras, alguns colegas estão com problemas de saúde e nada é resolvido. Até essa greve é armação, porque muitos estão sem rodar e não vão receber hora extra", completou outro rodoviário, que pede a renúncia da direção do sindicato. "Essa direção do sindicato não mostrou a que veio. Tem muita coisa errada, meu amigo", concluiu.
A redação do Sudoeste Digital solicitou posição do sindicato sobre as críticas dos rodoviários à instituição e sobre o andamento de uma prometida ação judicial da assessoria jurídica com objetivo de penhorar os bens da Viação Vitória para assegurar o pagamento dos rodoviários, mas até o momento a entidade não se manifestou.

A Viação Vitória não emitiu nota nota a respeito da greve, que chega ao oitavo dia, nem sobre as ameaças de demissão ou definição do pagamento dos funcionários. A empresa atende a 40 mil usuários diariamente, mas com a greve, somente 30 ônibus (equivalente a 30% da frota) estão circulando.

POVO FALA

Gesinaldo Viana, contador, 36 anos - "Esse transporte público está bagunçado demais da conta. Fiscalização cruza os braços, clandestinos invadem a cidade e a Prefeitura deixa o povo pagar a conta desse atraso. Acho que a Justiça deveria intervir e responsabilizar o prefeito, principal responsável por tudo isso".

Marizete Aparecida Dias, pedagoga, 30 anos - "Esse é o retrato de um desgoverno que nada fez até agora, em mais de 18 meses de administração fadada ao insucesso. Tem dias que a gente perde horas e horas esperando por um ônibus aqui no terminal. Sinceramente, não sei onde issso vai parar".

Roberta Santana Seixas, autônoma, 18 anos -  "Eu moro distante daqui do centro (Vila Serrana) e tenho que às vezes usar van, mas sei que se tivéssemos um sistema eficiente de transporte coletivo não precisaríamos recorrer aos clandestinos, correndo risco de assalto e agora com essa coisa até de drogas nos carros". (Colaborou: Amanda Borges, especial para o Sudoeste Digital)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments