COMUNICAÇÃO - Alunos do povoado de Cabeceira lançam jornal com o apoio da UESB


Entrevistar, organizar as ideias, escrever um texto, diagramar um jornal. Tudo isso fez parte da rotina escolar, no último mês, da Escola Municipal Francisco Antônio de Vasconcelos, situada no povoado de Cabeceira, em Vitória da Conquista.

O jornal Eco Teens, lançado nessa quinta, 14, foi elaborado pelos alunos do colégio, sob a supervisão do professor Valdomiro Marques.

Em parceria com o Ministério Público da Bahia e a Prefeitura Municipal, a Uesb participará, com apoio técnico do curso de Jornalismo, da produção desses jornais nas seis escolas selecionadas nesta edição. Idealizado pela promotora Karina Cherubini, o projeto existe em Vitória da Conquista há cinco anos e integra a Política Nacional de Educação Ambiental.

A ideia é trabalhar, de forma educativa, questões relacionadas à preservação do meio ambiente. De acordo com Cherubini, o projeto já atuou em torno de 60 escolas no município. Para ela, a localidade de Cabeceira está sendo especial.

“Desde o trajeto, eu já tinha curiosidade de conhecer e descobrir quem foi o autor dos textos que eu li no jornal, pois percebi uma mudança na produção. Antes, era mais lazer e lúdica. Agora, é um conteúdo mais sério e mais profundo. A sensibilidade das pessoas aqui com a questão ambiental é bem forte”, disse.

Formação ampliada – O coordenador do projeto na Uesb, professor Rubens Sampaio, enfatizou a importância do suporte técnico dado pelos alunos do curso de Jornalismo. “Disponibilizamos os estudantes de Jornalismo para que eles pudessem já aproveitar o aprendizado que eles têm em sala de aula e colocassem em prática num veículo impresso”, comentou.

A experiência para a formação discente também foi destacada pelo supervisor do projeto na Escola em Cabeceira. “No início era uma brincadeira, mas, com o andar da carruagem, percebemos que os alunos começaram a se preocupar com a questão do meio ambiente, a partir de uma nova perspectiva”, pontuou.

Essa mudança na forma de ver as questões ambientais foi confirmada por Falbert Lima, estudante do nono ano. Aos 14 anos, ele teve seu texto selecionado para compor o jornal impresso. “Esse projeto nos ajudou a conscientizarmos sobre a preservação do meio ambiente.

Foi uma experiência que não só trabalhamos teoricamente, mas também na prática. Fomos às pedreiras e observamos que a paisagem de lá está muito destruída, e o projeto nos ajuda a conscientizar que não devemos destruir a paisagem e sim conservá-la”, comentou o aluno. (Ascom/Uesb)

Comments