CUIDADO - Golpe no WhatsApp usa tema do PIS e alcança 116 mil usuários

Site falso faz perguntas para que usuário acredite que dados do benefício serão mesmo informados (esq.) e divulgação do golpe nas notificações do celular (dir.). (Foto: Reprodução/PSafe)
Um novo golpe que circula pelo WhatsApp e promete informar o saldo e facilitar o saque do benefício que o brasileiro tem a receber pelo PIS-Pasep já conseguiu chegar a 116 mil pessoas, segundo a fabricante de antivírus brasileira PSafe. O ataque também está "ganhando escala rapidamente", segundo o alerta da companhia.


Assim como muitos outros sites falsos divulgados pelo WhatApp, este também tenta convencer a vítima a divulgar o link do site para amigos no WhatsApp -- 30 amigos, nesta fraude. Antes disso, o site faz algumas perguntas, tais como "possui cartão cidadão para realizar o saque do benefício?", para tentar ganhar credibilidade.

O site também utiliza elementos visuais para imitar uma página da Caixa Econômica Federal, mas tudo é falso e o site não tem condições de informar quem tem direito ao benefício.

Além de divulgar o link no WhatsApp, a PSafe observa que os criminosos utilizaram "notificações" para chegar às vítimas. Essas notificações são autorizadas dentro do navegador do celular e a base de usuários foi construída a partir de outras fraudes no WhatsApp, que pediam permissão para receber essas notificações. A empresa estima que até 100 mil pessoas podem ter autorizado o recebimento dessas mensagens.

Golpe (Foto: Reprodução/Whatsapp)
“A estratégia de incentivar as pessoas a compartilhar o link malicioso é a mais comum e permite que o golpe se espalhe rapidamente. Contudo, nesse caso específico, o envio de notificações para os smartphones dos usuários possibilita um crescimento exponencial no número de acessos em poucos minutos tornando-o ainda mais perigoso e efetivo", afirma Emilio Simoni, diretor do dfndr lab, braço de pesquisa da PSafe.

É recomendado que sejam ignoradas tanto a mensagem no WhatsApp como as notificações. Caso o golpe tenha chegado por uma notificação, é necessário acessar as configurações do navegador para desativá-las. No navegador Chrome no Android, é preciso acessar menu três pontos e "Configurações". Depois, deve-se acessar o item "Configurações de site" e em seguida "Notificações". Na dúvida, é recomendado eliminar todas as notificações que estejam como permitidas.

Prejuízos

As fraudes no WhatsApp normalmente divulgam aplicativos, serviços ou produtos por meio de acordos publicitários. Isso significa que o prejuízo dessas fraudes é normalmente pago pelos anunciantes, que recebem visitas de pessoas sem interesse real no produto que estão oferecendo (já que foram enganadas, como neste caso, com a oferta de outro conteúdo).

O usuário precisa ter muito cuidado, no entanto, já que os criminosos podem embutir outros mecanismos de golpe na fraude. Um deles é justamente as notificações: uma vez autorizadas, o criminoso pode enviar qualquer texto para a área de notificações do celular. Como não ficará claro de imediato a origem desse conteúdo, é possível que isso leva a outros golpes, como sites clonados de redes sociais ou bancos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments