DESRESPEITO - Filas enormes e lentidão no primeiro dia sem "Coelba nas lotéricas"

O primeiro dia em vigor da suspensão do contrato para pagamento de contas da Coelba nas casas lotéricas em todo o Estado não poderia ter sido pior: sem a opção costumeira, milhares de clientes formaram imensas filas nos pontos de atendimento que ainda mantém contrato com a empresa de energia elétrica, a exemplo dos correspondentes bancários e lojas de eletrodomésticos. Para consultar os locais credenciados mais próximos para pagamento da conta de energia, em cada cidade, o cliente pode acessar o site da Coelba.



A reportagem do Sudoeste Digital foi conferir de perto e encontrou pessoas aguardando atendimento por mais de meia hora no correspondente do Banco do Brasil da galeria Panvicon, centro de Vitória da Coquista e na casas Bahia da Praça Barão do Rio Branco. Com a redução dos pontos de atendimento, o caos foi inevitável.

Além da falta de orientação, o deslocamento de casa para locais mais afastados nortearam a maioria das queixas. Se em Vitória da Conquista, terceiro maior município da Bahia, o tumulto e a desorganização eram comuns, nas demais cidades da região e povoados a situação deve ser inaceitável, principalmente onde a lotérica era o único local que aceitava contas da Coelba.

"Mais um desrespeito com o consumidor, já que além de contas, esses locais recebem outros pagamentos e embola tudo num só lugar", criticou o produtor rural Paulo Ferraz, que tinha em mãos um boleto a pagar.

Logo na frente dele, mulheres com crianças de colo e idosos sem direito a fila preferencial. Somente após a chegada da equipe é que uma funcionária da Casas Bahia da Barão do Rio Branco se dispôs a alterar o atendimento. Com apenas um caixa, já no começo da tarde, a saída foi revezar entre prioritário e não-prioritário.

A reportagem também constatou funcionários mal-humorados em alguns pontos tentando organizar a fila aos berros. Alguns clientes ensaiaram protestos. "Falta de respeito mesmo. A gente não está pedindo favor. Viemos pagar como quer a Coelba. Cabe a eles organizarem tudo antes para evitar bagunça", desabafou um policial da reserva.

SAIBA MAIS SOBRE A MUDANÇA

As casas lotéricas não receberão mais o pagamento das faturas de energia a partir de sexta-feira (1º de junho). Segundo a Coelba, desde novembro de 2017 há tentativas de negociação com a Caixa Econômica Federal (CEF), mas não houve êxito.

A Caixa aumentou 54% no valor da tarifa por fatura arrecadada, e, segundo a Coelba, inviabilizou a manutenção do convênio de arrecadação. Em decorrência desse reajuste, outras empresas de serviços públicos também não renovaram o contrato de arrecadação com as lotéricas. 

Atualmente, os clientes da Coelba podem contar com 3.668 pontos físicos para pagamento da fatura de energia em todo o estado, incluindo a rede própria de arrecadação da concessionária com 730 pontos. Até o final do ano, a rede será ampliada para quase mil estabelecimentos credenciados que irão receber o pagamento das faturas de energia. 

Além de poder pagar as contas em diversos pontos comerciais como farmácias, mercadinhos e papelarias, os clientes dispõem ainda de toda a rede bancária, correspondentes bancários e bancos postais. A empresa também disponibiliza a possibilidade de quitação das faturas on-line, pelo site, aplicativo Coelba ou por meio de débito automático. 

Comments