FAKE NEWS - Caminhoneiro cometeu suicídio depois de saber de multa de R$ 400 mil por bloqueio durante greve? Não é verdade!

Imagem usada no boato é de caminhoneiro morto em 2016 (Foto: Reprodução/ Redes sociais )
Circula pelas redes sociais a informação de que o caminhoneiro Renner Diehl se matou após ser informado de que sua empresa, a Diehl Transportes, constava de uma lista de seis companhias do Rio Grande do Sul multadas por bloqueios em rodovias nas últimas semanas.


Uma pesquisa nas fotos que acompanham a mensagem revela que as imagens são, na verdade, do caminhoneiro Osvaldo Guidelli, de 48 anos, de Maringá, encontrado morto em 2016 em Cambará (PR). A morte dele foi notíciada na época por blogs locais.

Procurada, a Advocacia- Geral da União (AGU) informa que o nome da empresa não está na lista das transportadoras multadas. "A Advocacia-Geral da União informa que o nome da empresa Diehl Transportes não consta na lista de transportadoras multadas por bloquearem rodovias do Brasil", diz a nota.

Uma pesquisa na Junta Comercial do Rio Grande do Sul revela que existe apenas uma empresa com o nome Diehl Transportes no estado. A empresa, no entanto, não tem caminhões e trabalha apenas com transporte escolar há 15 anos.

O dono do empreendimento, de 65 anos, diz que tem apenas uma van e que nunca foi caminhoneiro. Ele afirma estranhar a notícia falsa envolvendo o nome de sua empresa. "Esta é a primeira vez que estou vendo isso. Nunca fui caminhoneiro", conta.
                                 Reprodução de mensagem sobre suicídio de caminhoneiro após multa por  greve (Foto: Reprodução/ WhatsApp)

Veja a íntegra da mensagem falsa

⚫CAMINHONEIROS EM LUTO⚫

Caminhoneiro comete suicídio após saber que foi multado em R$ 400 mil por bloqueio durante greve

A FAMÍLIA BRASILEIRA HOJE ESTÁ DE LUTO, Morador de Porto alegre, o caminhoneiro Renner Diehl, 48 anos, esperava com o caminhão para descarregar, sendo que após receber um telefonema, foi até a parte traseira do caminhão e utilizando uma corda que foi amarrada na carroceria do veículo se enforcou., segundo informações Diehl foi informado que sua empresa, a Diehl Transportes, constava em uma lista de seis companhias do RS multadas por supostos bloqueios em rodovias nos últimos dias.

Conforme a determinação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), Diehl tinha que pagar R$ 400 mil em até 15 dias.

O Caminhoneiro deixou uma carta para sua família antes de se enforcar, em um trecho ele pede desculpas e diz que seu único bem era o caminhão "Meu único bem é meu caminhão, que não vale nem R$ 100 mil". A filha de Renner disse que poucos irão falar da morte de seu pai "POUCOS VÃO FALAR, ELE NÃO É UM JOGADOR DE FUTEBOL, UM ATOR DA GLOBO OU UMA VEREADORA" ele só é mais um trabalhador entre milhões neste Brasil, que lutou pela sua família".

Diehl PERDEU A LUTA!

Enquanto muitos corriam para os postos para abastecer seus veículos com medo de ficar de pé, Renner Diehl e outros companheiros se mantiveram firmes a beira da estrada durante 9 dias longe de suas famílias e passando fome, ele lutou por um país melhor, mais justo, onde um pai de família pudesse sustentar sua família honestamente.

Agora a justiça quer que a família de Renner pague a multa mesmo sem condições.

ESSE É O GOVERNO DE TEMER, UM GOVERNO QUE DESTRÓI AS FAMÍLIAS BRASILEIRA 😢 AMANHÃ TODOS OS CAMINHÕES DO BRASIL ESTARÃO COM UMA LONA PRETA EM LUTO AO NOSSO IRMÃO DIEHL! FAÇA SUA PARTE!!

POR FAVOR #COMPARTILHE E COLOQUE "⚫LUTO⚫" NO SEU STATUS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments