JORGINHO DO BDN - Homem é condenado por homicídio em Vitória da Conquista

                 
Jorge Augusto Faustino, 30 anos, o "Jorginho do BDN", foi condenado a 12 anos de reclusão pelo homicídio qualificado de Fábio Pereira da Silva, em Vitória da Conquista. O júri acatou a tese defendida pelo promotor de Justiça José Junseira, em sessão presidida pelo juiz Reno Viana Soares, no dia 20.



O crime foi cometido em outubro de 2006, no bairro da Patagônia, em Vitória da Conquista. A vítima, Fábio Pereira da Silva, estava em frente a um bar, na Avenida Itabuna, quando, por volta das 5h40, Jorge Augusto aproximou-se e, “de surpresa”, fez vários disparos contra ele, que ainda tentou fugir para dentro do bar, onde foram dados outros tiros, resultando na morte de Fábio. 

Ele chegou a ser detido em Itapetinga, em maio do ano passado, quando a Polícia Civil, sob o comando do delegado Roberto Júnior, desencadeou uma mega Operação, que resultou na prisão dele e de outro membro de facção criminosa, além da apreensão de arma de fogo de uso restrito, munições e droga.

Após a condenação foi decretada a prisão preventiva de Jorginho, que deverá começar a cumprir a pena em regime fechado. A defesa pode recorrer da decisão. 

Ele é apontado como um dos maiores homicidas de Vitória da Conquista, sendo que responde por quatro homicídios, duas tentativas de homicídio e comanda o tráfico de entorpecentes do bairro Bruno Bacelar.

Ainda segundo a polícia, ele é integrante da facção criminosa BDN (Bonde do neguinho), comandada por “Dona Maria”, a qual encontra-se foragida. Quando detento no Nilton Gonçalves, Jorginho chegou a ser hostilizado pela facção do traficante “Nem Bomba”. Ele teria sido agredido, tendo que ser hospitalizado. Um dos parceiros de Jorginho é o traficante “Neguinho Juarez”, também foragido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments