VÍDEORREPORTAGEM - Valdemir Dias fala sobre a falta de equipamento no Deserg

Imagem Valdemir Dias fala sobre a falta de equipamento na Deserg e a desvalorização do servidor municipal

Na sessão ordinária desta quarta-feira, 13, da Câmara Municipal de Vitória da Conquista (CMVC), o vereador Valdemir Dias (PT) falou sobre a situação da Central de Equipamentos da Prefeitura Municipal (Deserg) e das condições de trabalho dos servidores do órgão.


Valdemir apresentou também um relato de um funcionário municipal sobre a desvalorização do servidor público no governo Herzem Gusmão (MDB). 

Valdemir conta que em visita ao Deserg pode verificar a falta de equipamento, materiais e utensílios apropriados para a segurança dos funcionários. “É uma situação que nos preocupa bastante. Os funcionários estão reciclando material porque até hoje não saiu a licitação para compra de materiais novos”, disse.  Segundo o vereador, os funcionários relataram também que o fardamento e botas de segurança foram compradas em 2014, e até hoje não foi resposto. 

Veículos parados – O edil contou também que há um grande número de veículos parados no Deserg por falta de manutenção, entre eles ambulâncias, ônibus escolares e tratores. “Tem trator que precisa de reparo que custa R$30,00. Veículos novos que para concertar custam R$300,00, R$1.500, 000.  Ele alerta que enquanto esses veículos estão parados, o município fica carente de serviços, e a prefeitura está contratando empresas privatizadas para fazê-los.

         
Pátio do Deserg vira "cemitério" de ambulâncias do SAMU; máquinas agrícolas e peças automotivas também completam o quadro de abandono


Esta semana a redação do Sudoeste Digital recebeu uma série de imagens registradas no pátio do Deserg, em Vitória da Conquista, a 509 km de Salvador. O cenário é de completo abandono.
Ambulâncias do SAMU sucateadas fazem companhia a máquinas agrícolas, automóveis e peças veiculares por todo o pátio, que mais se assemelha a um "cemitério automotivo".

A falta de manutenção e de compromisso com o bem público se estende aos funcionários, que são obrigados a utilizar sanitários em condições precárias e sem o mínimo de higiene. A Prefeitura foi procurada, esta tarde, pelo Sudoeste Digital, mas ainda não e manifestou sobre as denúncias.

GALERIA DE IMAGENS










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments