Comunicado Toyota Diamantina

BAHIA - Cabo da PM presa após tentar agredir comandante Bahia vai cumprir prisão domiciliar

Decisão foi divulgada pelo Tribunal de Justiça da Bahia  (Foto: Henrique Mendes/G1)
A cabo da Polícia Militar que, segundo o comando da PM, foi presa após tentar agredir o comandante da unidade onde ela atua, na cidade de Itabuna, no sul da Bahia, cumprirá prisão domiciliar.


A determinação foi do juiz Antônio Alberto Faiçal Júnior, na quinta-feira (19). A decisão foi divulgada pelo Tribunal de Justiça da Bahia.

A policial estava detida no 12º Batalhão, em Camaçari, na região metropolitana de Salvador, e foi liberada ainda na quinta-feira. O juiz indicou que ela cumpra a prisão domiciliar em Jequié, no sudoeste do estado, onde ela mora.

Na decisão, foi determinado ainda que a policial deve permanecer durante todo o dia e noite em casa. Ela só poderá se ausentar em caso de urgência, emergência, calamidade pública e para praticar atos estritamente relacionados ao caso ou ordem judicial.

O juiz determinou ainda que, como requerido pelo Ministério Público, o caso deve ser apurado através de um Inquérito Policial Militar (IPM), no âmbito interno da PM.

Caso

Conforme informações da PM, a agressão ocorreu na segunda-feira (16), na Companhia Independente de Policiamento Rodoviário (CIPRv) de Itabuna.

A situação aconteceu durante uma audiência interna para tratar de assuntos referentes ao serviço. A policial, afirmou a PM, em nota, foi contida pelo subcomandante da unidade.

Segundo a assessoria da corporação, a policial foi autuada em flagrante e foi encaminhada para 12º Batalhão da PM, que fica em Camaçari, região metropolitana de Salvador onde ficou custodiada.

Em nota, a PM afirmou que "diante do desequilíbrio emocional da militar, a CIPRv empreende esforços para prestar auxílio psicológico e psiquiátrico necessário junto ao Departamento de Promoção Social (DPS) da corporação". (G1/Bahia)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments

PUBLICIDADE