Comunicado Toyota Diamantina

CRISE NA EDUCAÇÃO - Vitória da Conquista cai 303 posições no ranking educacional no Brasil e 54 na Bahia

Jussara Novaes (Sudoeste Digital) - Em meio a uma campanha salarial, com diversas rodadas de negociações entre Sindicato dos professores e Prefeitura, que se arrastam desde março deste ano, com indicativo de greve aprovado, a educação municipal agoniza. 

Conforme levantamento do Sudoeste Digital, no quesito educação o município caiu 303 posições no Brail, em dois anos, no Índice de Desenvolvimento Municipal – Edição 2018, feito pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan).



O índice foi divulgado na última semana e que avaliou 5.471 municípios, onde vivem 99,5% da população brasileira. Na educação, caiu de 3.869º para 4.172º e no Estado caiu de 62º para 116º, com índice de 0,68. 

A tendência é o agravamento do quadro, com a anunciada greve atingindo mais de 41 mil alunos, que já enfrentam falta de merenda escolar em algumas unidades. Em outros casos, não há alimentação adequada e crianças são alimentadas com café puro e bolachas, conforme denúncia de professores durante manifesto na manhã dessa quarta-feira (11).

ÍNDICES NEGATIVOS

Em relação ao índice de desenvolvimento geral, em 2014 a terceira maior cidade da Bahia estava na 2.587º colocação no Brasil e, em 2016, despencou para 2.909º lugar. Dentro do Estado, Conquista caiu sete colocações no mesmo período, sendo considerada a 26ª cidade baiana no ranking de desenvolvimento.

Para calcular os números, a Firjan monitora as áreas de emprego e renda, educação e saúde, com base nas estatísticas oficiais dos respectivos ministérios. O índice varia de 0 a 1, sendo que, quanto mais perto de 1, maior o desenvolvimento. Nos dados consolidados das três áreas, Vitória da Conquista apresentou desenvolvimento baixo, com índice médio de 0,66. 

Na área de emprego e renda, entre 2014 e 2016, a cidade caiu de 369ª para 409º colocação no Brasil e e se manteve em 10º nos dois períodos, no Estado, com o índice de 0,73. Já na área da saúde, Vitória da Conquista caiu de 4.368º para 4.515º no Brasil e de 124ª para 148º na Bahia, com um dos piores índices da série de 0,65. 

A estimativa da Firjan é que, assim como todo o Brasil, Conquista se recupere apenas em 2027, pois, de acordo com a analista de Estudos Econômicos da federação carioca, Anna Carolina Gaspar, apesar da perda de postos de trabalho ser rápida, a recuperação é muito lenta. A Prefeitura não se manifestou sobre os dados. (Com informações da Firjan)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments

PUBLICIDADE