EDITORIAL - O Caos que gera desrespeito e o prefeito tem sido o maior desrespeitado

Catimba geral...
...no transporte público.

Empresa que faz o que quer, clandestinos que ameaçam “despir” o prefeito (vídeo) e sindicalista que exige do prefeito.

           

Dias desses, (vídeo) o gerente da Viação Vitória, Cláudio Andrade, fez uma assembleia dentro da garagem de sua empresa e, em meio aos desatinos, lançou duras acusações e críticas, sem poupar o prefeito Herzem Gusmão (MDB).

          
Nessa segunda-feira (30), o sindicalista Álvaro Souza, do Sindicato do Rodoviários (Sintravc), veiculou um áudio (anexo) no grupo de whatsapp, onde desmoraliza também o prefeito e seu secretário de Mobilidade Urbana, Ivan Cordeiro, sugerindo que ambos estão de “conversa mole”.

            

Estava Álvaro se referindo à história de um empresário de ônibus supostamente interessado em assumir o lugar da Viação Vitória. Como o nome ainda não revelado, trata-se de uma espécie de  empresário “Gasparzinho” ou “Lombardi”: ninguém conhece, tão pouco o-viu. Foi o que Ivan Cordeiro sugeriu em sua entrevista ao Blog do Anderson.

Até o contexto é desmoralizante ao prefeito. O sindicalista vem se expressando no tom de “exigir” que Herzem contrate uma empresa emergencial, agenciada por ele mesmo. Imagine, leitor e eleitores, o que nos espera.

Onde já se viu uma persona sindical se tornar uma espécie de “conselheiro do rei”? E o mais dramático: uma espécie de lobista, ou agenciador de um serviço da magnitude que é transporte público? Pobre Vitória da Conquista.

Algo desmoralizante não só ao prefeito, sobretudo ao secretário Ivan e à própria cidade, que se apequena diante de figuras tão apequenadas e que em seus imaginários doentios se "agigantam".

O que dirá esses eventuais empresários, investidores que, ao chegarem à segunda maior cidade do interior da Bahia, se submetem a um agenciador sindicalista? Que espécie de empresários são estes?

Não é difícil imaginar a confusão mental desses supostos pretendentes empresários ao desembarcarem no aeroporto e, no percurso até a prefeitura ou hotel, se depararem com as ruas apinhadas de clandestinos. "- Meu Deus, onde fui amarrar meu burro?”, devem divagar.

É sabido que sindicalistas do setor proletariado são “persona non grata” aos olhos do empresariado do setor de transporte público, salvo se existir a famosa “relação incestuosa”, conforme denuncia o jornalista Paulo Nunes. Imaginar que Álvaro possa estar conseguindo se tornar lobista desses supostos empresário é horripilante. É trágico os próximos dias do nosso transporte público.

Para Álvaro conseguir tal proeza só se esses “secretos empresários” fossem do mesmo material que foi e tem sido a Viação Vitória, causadores dese colapso social e econômico na vida dos 517 funcionários, bem como do calvário que impuseram aos passageiros.

Como disse recentemente o vereador e professor Cori: "O governo municipal parece estar agachado para alguns conhecidos personagens".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments