PREVENÇÃO - MPT lança campanha televisiva de prevenção ao assédio moral na Bahia

O alerta à população sobre a ilegalidade de práticas abusivas nas relações de trabalho é o principal objetivo da campanha do Ministério Público do Trabalho (MPT) de prevenção ao assédio moral lançada durante o último fim de semana.

O filme de 30 segundos será exibido durante os próximos três meses nas emissoras de televisão abertas da Bahia em diversos horários. A campanha foi custeada com recursos de acordo judicial fechado com a Heineken, empresa que assumiu o controle da antiga Schicariol, empresa onde aconteceu o caso de assédio moral organizacional e que por isso vinha sendo processada pelo MPT desde 2011.
O procurador Marcelo Brandão, responsável pela ação civil pública, informou que o acordo prevê uma série de medidas de prevenção ao assédio moral na empresa em todas as suas unidades do estado da Bahia e o ressarcimento à sociedade sob a forma da produção e veiculação da campanha. “O tema assédio moral ainda é desconhecido de muitas pessoas e nessa ação encontramos uma forma de fazer com que o dano moral coletivo devido pela empresa pudesse ser revertido em uma campanha de esclarecimento, com o objetivo de prevenir essa prática nas relações de trabalho”, afirmou.
No filme, um homem deitado é atormentado por pesadelos sob a forma da voz de seu chefe com frases como “acorda, rei do fracasso”. Depois, enquanto ele se veste para ir trabalhar, a locução informa que “ameaças e constrangimentos que se repetem são assédio moral. A lei está a seu lado. Se você é vítima de assédio moral, procure o RH de sua empresa, seu sindicato ou o Ministério Público do Trabalho e denuncie”. Além das emissoras de TV, o vídeo também está sendo veiculado em redes sociais e poderá ser utilizado em outros estados.
O acordo foi homologado na 1ª Vara do Trabalho de Salvador, onde a ação estava sendo julgada. O juiz titular da Vara, Rodolfo Pamplona, já havia julgado a ação procedente, mas a empresa recorreu da decisão, que já previa a realização da campanha publicitária. Para que a ação fosse encerrada, o MPT e a Heineken do Brasil, que assumiu o controle da empresa após ela passa a se chamar Brasil Kirin, chegaram a um acordo com as especificações da campanha, desenvolvida por uma agência contratada pela empresa sob a supervisão do MPT. (Ascom/MPT)
Confira o vídeo na página do MPT na Bahia no Facebook: https://www.facebook.com/556539881075332/videos/1951209548275018/
ACP nº0000188-44.2011.5.05.0001

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments