VITÓRIA DE QUEM? - E agora ?


De tanto fecharem os olhos, chegou o momento daquilo que simplesmente não quiseram enxergar. Prefeito, sindicalista e funcionários da Viação Vitória. Frota interditada há duas semanas, depois parte dela liberada - sem qualquer anúncio de reparos nos problemas mecânicos apresentados e, mais acidentes ocorrendo. Vale a pena a leitura.

Antes que nos acusem levianamente de recorrentes e cotidianas lembranças à tantas irresponsabilidades, busque, leitor, nos meios de comunicação, como rádio, TV ou blog e constate, você mesmo, os inúmeros pronunciamentos do presidente do Sindicato dos Rodoviários (Sintravc), Álvaro Souza, sempre minimizando ou suavizando a tragédia anunciada. Eis aqui, neste link, apenas dois dos mais recentes.

A cidade inteira agora concluirá aquilo que suspeitava. Aquele que deveria há quatro anos ter se cercado de todos os cuidados jurídicos para blindar os interesses da classe que ele representa, simplesmente não o-fez. 

Preferiu maquiar, dourar e defender a empresa em detrimento dos funcionários. Se a categoria for submetida ao calvário (tem tudo para ser), o maior responsável é o presidente do Sindicato. Anote aí.

A tragédia dos direitos sociais da Viação Serrana (mesmos donos da Viação Vitória) não foi suficiente para Álvaro Sousa se acautelar e proteger a categoria.

VAMOS RELEMBRAR?

Antiga garagem da Viação Serrana será vendida para pagar direitos trabalhistas

É sabido que Álvaro bateu o recorde de greves desde 2014. Recorde de litígios que desaguaram no Tribunal Regional Trabalho (TRT), em Salvador, e no Tribunal Superior do Trabalho (TST), em Brasília. 

Porém, sempre fazendo enfrentamentos jurídicos no sentido de proteger a Viação Vitória e atacar a Viação Cidade Verde. À luz da lei, Álvaro e seu sindicato jamais prosperaram nas demandas.

Os fatos e seus desfechos, os quais contaram com ajuda do Judiciário e alguns dos seus magistrados, somados ao que assistimos no presente com a Viação Vitória, finalmente revelam que as escolhas foram erradas. Quando por fim as luzes se apagarem para um dos maiores engôdos do governo Herzem Gusmão (MDB), que assim como Álvaro Souza foram hipnotizados com as vãs promessas e cortejos dos donos da Viação Vitória. 

Por fim, quem serão os responsáveis em convencer aos "pobres" funcionários acreditarem na Viação Vitória ao ponto de entregarem 60 dias de trabalho não remunerados, quatro anos de tempo de trabalho perdidos e nenhum fundo de garantia? Prefeito ou Álvaro ? Ou os dois ?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments