ARTIGO - A Nova Direita (Padre Carlos)*

Resultado de imagem para politico discursando
Um dos fenômenos que tem chamando a atenção nos últimos tempo tem sido o crescimento espantoso da direita em todo o País. Como profissional da área, não posso negar que foi se tornando evidente que algo mudara na paisagem política brasileira. LEIA O ARTIGO DE PADRE CARLOS

Desta forma, não poderia deixar de dar enfase a este fato e chamar atenção para esta nova realidade. Podemos definir, como novo a linguagem articulada desta Nova Direita. Outro aspecto que gostaria de ressaltar, é a inovações do seu projeto, bem como o seu discurso, com um forte clamor liberal.

Durante muitos anos, os movimentos e manifestações de massa, eram ações exclusiva das esquerda e do campo democrático. A partir das manifestações de junho de 2013, deram a direita, capacidade de se organizar como movimento de massa ,ressurgindo no cenário da política brasileira.

Para simplificar, falarei neste artigo das duas grandes alas que disputam a simpatia do eleitor de direita. A primeira, é a direita populista, esta tende a ser conservadora tendo como pauta os imigrantes, bem com um discurso golpista acompanhado de manifestações xenófoba. Esta tendência junto com a imprensa golpista, deu origem ao fenômeno Bolsonaro.

Com o uso de  fake news, propagação do ódio ao PT e uma defesa aberta a tortura como método de interrogatório. Entre uma ala e outra,encontramos o Movimento Brasil Livre (MBL), uma expressão da nova direita jovem, mais que adota muitos aspectos e formula do populismo. Assim, esta ala tem conquistado cada vez mais uma quantidade significativa de militância sem causa e utopia.

Por outro lado, temos uma nova face da direita, esta desembocou em inovações promissoras, pelo menos em teoria, como o Partido Novo, que anunciou que o empresário João Amoêdo, será o candidato da legenda à Presidência da República em 2018. As regras do partido só admitem aqueles que têm ficha limpa e impedem que qualquer um com cargo no Legislativo ou no Executivo exerça cargo de direção na legenda.

Isto é, uma agremiação que se pretende seriamente liberal, e com um arcabouço de regras internas desenhado para evitar os velhos vícios da política brasileira, como patrimonialismo e corrupção. A respeitabilidade do Novo fica atestada pelo fato de que Armínio Fraga, que goza de boa reputação e grande prestígio social, seja um entusiasta do partido.

Como operador da filosofia política, tenho o dever de estudar tal fenômeno e independente das minhas escolhas, fazer uma analise critica destes acontecimentos políticos de forma clara e imparcial.

Diante de tais fatos, gostaria de esclarecer ,que foram muitos os fatores que contribuíram para a formação desta conjuntura, mais quero aqui citar alguns como importante no campo interno: a crise de representatividade do legislativo, o quase desaparecimento dos partidos de direita e a ocupação deste espaço pela social democracia, deixou um sentimento de vazio e de falta de representatividade da direita brasileira.

(Padre Carlos Roberto Pereira, de Vitória da Conquista, Bahia, escreve às sextas-feiras para esta coluna)

Comments