PF EM AÇÃO - Depois de cercar Ciretran, operação de combate a crimes eleitorais leva PF à Câmara e casa de vereador de Conquista


Uma operação para combater crimes cometidos nas Eleições 2016 foi deflagrada, nesta quinta-feira (30), pela Polícia Federal, em cidades da Bahia, Rio de Janeiro e Mato Grosso. Segundo a PF, os crimes teriam sido cometidos por um então candidato a vereador, eleito, à Câmara Municipal de Vitória da Conquista.

A PF não divulgou o nome do político, que é o principal alvo da ação, mas fontes ligadas à operação garantem se tratar do vereador Rodrigo Moreira, que já conduziu a Ciretran de Conquista.
O vereador não foi localizado para se pronunciar a respeito das acusações. De acordo com a PF, a Operação Condotieri, conta com mais de 100 policiais federais que cumprem 29 mandados de busca e apreensão, 23 mandados de medidas cautelares e 61 mandados de intimação. 
Os mandados são cumpridos em Salvador, Vitória da Conquista, Itabuna, Wenceslau Guimarães, e Lauro de Freitas, na Bahia, além do Rio de Janeiro (RJ) e Cuiabá (MT).  Desde a madrugada diversas viaturas são vistas no pátio da Ciretran, que está lacrado, além de ruas e praças centrais de Conquista, como na Praça Barão do Rio Branco, Rua Ernesto Dantas, Rotary Clube e também nos bairros Alto Maron e Patagônia.

ATUALIZAÇÃO

Além do vereador, estariam envolvidos no esquema um ex-presidente da Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista, o assessor de um deputado federal, um ex-deputado estadual da Bahia, assessores, o ex-diretor do 4º CIRETRAN de Conquista, membros da empresa que administra o novo presídio, sócios administradores do consórcio Zona Azul, além de outras pessoas. Segundo a PF, eles responderão pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, corrupção passiva, corrupção ativa, corrupção eleitoral, falsidade ideológica, patrocínio infiel e estelionato.
No início da manhã, a PF esteve na casa do vereador, na Câmara de Vereadores de Conquista e na 4ª Ciretran.
*Com informações da PF e Bocão News

Comments