QUEDA-DE-BRAÇO - Batalhas nos escombros da Viação Vitória. Quem governa: Álvaro ou Walber?

Jussara Novaes (Sudoeste Digital) - Duas figuras que tem muito em comum, ambos sedentas de poder e que antes tentavam se ajudar, pois precisam sobreviver. Juntos, tentam catar os cacos do que restou  do desmoronamento da Viação Vitória. Com este espirito tentam se unir, porém ferro não tem liga com barro.

Relação instável gerando maior instabilidade entre os rodoviários: “Sindicato, uma espécie de entorpecente”

Tanto Álvaro, quanto Walber já sonharam em se tornar vereadores. O Sindicato seria um bom trampolim dentro desta arquitetura de poder. Dois homens com o mesmo destino.

Álvaro já está no "picadeiro" desde 2014. Ou seja, atrás do Sindicato - ao passo em que deveria estar à frente, enquanto Walber se encontra na arquibancada, assistindo ao pífio desempenho do presidente do Sintravc, nesse show de incompetência sindical, com total falta de lógica naquilo fala, promete ou diz negociar. Nada dá certo daquilo que Álvaro promete.

Walber está atento. Embora recente no processo, um forasteiro oriundo de cidades vizinhas, ele vem se revelando pela sagacidade. Walber parece ter percebido que entre as ruínas da Viação Vitória pode haver vidas e chances de ganho próprio.

Quem sabe Walber enxergou uma brecha para sua ascensão nesta lacuna deixada por Álvaro? O combalido presidente está sendo forçado a se afastar das atividades por força das circunstâncias. A principal delas: empurrar a categoria à falência social e econômica.

Assim, Álvaro atingiu 517 funcionários. Prova do oportunismo foi ver Walber enfrentar a Tribuna na Câmara dos Vereadores, lugar que ele sonha ocupar num futuro próximo.

Walber está sempre se lançando como voluntário, se mostrando como alguém que possui ideias, embora mirabolantes. Nesse ritmo ele vem usando os grupos de Whatsapp para fazer seu marketing pessoal.

Álvaro e Walber, de fato, têm muito em comum. Um intimida a sua órbita lançando mão do luxo em dispor de segurança pessoal, quase sempre um agente da lei, pago com o suor dos sofridos rodoviários. (imagem ao lado, com seta indicando o segurança).

Algo no mínimo estranho, porque políticos de muito maior vulto e empresários de maior monta não ostentam ou se dão ao luxo de serem escoltados por seguranças. Diga-se de passagem, o segurança de Álvaro participa até de reuniões com vereadores.

Enquanto  isso, Walber segue o mesmo princípio. Ao que parece, deve funcionar "o ato da intimidação. Só que, mesmo nem sendo chefe ainda, lança mão do talento próprio. Ele mesmo faz questão de intimidar aqueles possam lhe parecer ameaça ou que discorde de suas ideias. Áudios que circulam em grupos, com toda sorte de palavrões, desacato e impropérios, provam isso.

🔞CONTÉM XINGAMENTOS E PALAVRAS TORPES🔕









Jussara Novaes é jornalista profissional (MTb 0349/BA) e escreve para o Sudoeste Digital

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments