TAXISTA PRESO - Identificado motorista de taxi acusado de dopar e estuprar passageira em Conquista


O taxista identificado até então como Thiago "Gordinho" (imagem), acusado de dopar e violentar uma passageira que solicitou seu veículo ao sair do aeroporto de Conquista, está preso provisoriamente. O caso teria ocorrido na manhã dessa terça-feira (14).

De acordo com relato da suposta vítima à delegada de polícia Iara Gardênia, o acusado teria lhe oferecido água com sonífero. Em  seguida, ela teria adormecido e acordado num quarto de motel, também em Conquista.

Assim que o caso foi divulgado, um taxista que esteve no local confirmou a versão apresentada pela polícia sobre a queixa. O diretor do Sindicato, por sua vez, disse que prefere aguardar as apurações e que, paralelo a isso, também está apurando e adotando providências sobre o assunto, devendo divulgar uma nota em seguida.

Alguns taxistas sustentam que a versão da suposta vítima é fantasiosa, visando incriminar o colega. Outros, mais comedidos, preferem aguardar as investigações policiais para se manifestar "A maior preocupação, no momento, é com a imagem da categoria, que fica arranhada por causa da repercussão do caso", disse um deles.

Vitória da Conquista possui 366 concessões para táxis, com esses veículos distribuídos por 70 pontos, conforme apurado pelo Sudoeste Digital Um dos diretores do sindicato, que não autorizou a publicação do seu nome, encaminhou, ainda ontem, a seguinte mensagem:

"Boa noite. No momento não tenho o sobre nome completo dele. Só sei que é Tiago. É preciso checar melhor essas informações, pois não acreditamos em estupro. As informações iniciais é de houve uma relação com aceitação de ambos".

 A polícia esteve no aeroporto e, depois de uma conversa com o acusado, deu voz de prisão e o-levou ao Distrito Integrado de Segurança Pública (Disep). A defesa do acusado ainda não se pronunciou e o presidente do Sincavir, sindicato dos taxistas, Walter Oliveira Freire, se comprometeu com nossa reportagem em divulgar uma nota oficial.

Colegas do taxita confirmam que realmente se trata de Thiago, mas acreditam se tratar de um mal entendido, haja vista que o perfil dele não condiz com o relatado pela suposta vítima. De acordo com alguns taxistas ouvidos pela reportagem do Sudoeste Digital, o único problema envolvendo ele é em relação à disputa agressiva por passageiros.


Comments