VÍDEORREPORTAGEM - Sem salários há 3 meses rodoviários da Viação Vitória arrecadam alimentos

Sem receber salários há três meses, os rodoviários da Viação Vitória iniciaram uma campanha de arrecadação de alimentos que serão doados às famílias dos colegas em maior dificuldade financeira.

O Sudoeste Digital registrou em vídeo a movimentação da campanha, que tem um posto provisório na lateral do guichê da Viação Vitória, no terminal de ônibus da Avenida Lauro de Freitas, centro comercial de Conquista. "Muito triste essa situação. Já passei por isso e sei o quanto eles estão necessitando, por isso vim ajudar", contou o motorista aposentado Jesuíno Ribeiro Silva.



Ao todo são 517 profissionais, entre motoristas, cobradores e administrativo que lutam para receber seus vencimentos. Em crise financeira e em processo de pré-falência, a Viação Vitória teve sua frota interditada, há um mês, por causa de falhas mecânicas. Dos 80 ônibus, 74 estavam sem condições de rodar. 

Em meio à situação de penúria dos rodoviários, o presidente do Sintravc, sindicato da categoria, Álvaro Souza, levou os profissionais de possíveis empregados da Cidade Verde a pedintes. Em falas recentes ele declarou que a Cidade Verde era "escravagista" e "fraudulenta" e que a empresa "estando com os dias contados para deixar a cidade não valeria a pena assinar carteira".

De acordo com a empresa, 16 estão em condições de tráfego, mas os rodoviários se recusam a trabalhar até que os salários sejam normalizados. A empresa propõe o pagamento de parte dos salários, em parcelas semanais, mas ainda assim não houve acordo.

Enquanto a situação não se define, em meio a um decreto de emergência no transporte público, editado pela Prefeitura, a Viação Cidade Verde assumiu 15 linhas de responsabilidade da Viação Vitória, adquirindo novos ônibus que já estão em circulação pela cidade. Diariamente o sistema atende 90 mil usuários.

A campanha teve início na manhã desta terça-feira (7), após mobilização em grupos nas redes sociais. Logo nas primeiras horas dezenas de pessoas atenderam o chamado e foram entregar doações a um grupo encarregado de receber os produtos.

De acordo com os organizadores, a campanha não tem previsão de término, já que a empresa, segundo eles, não tem sinalizado com uma resposta quanto ao pagamento dos salários. "Existem famílias passando necessidade, pais e mães sem ter o que oferecer aos filhos por causa dessa situação lamentável", ilustrou um rodoviário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments