DEU NA VEJA | Gestão “desastrosa” de Herzem pode prejudicar Alckmin em Conquista

Resultado de imagem para herzem gusmãoUma reportagem do jornalista Rodrigo Daniel Silva, postada na edição online da revista Veja nesta quarta-feira (13) sobre o receio dos candidatos ligado a ACM Neto de serem prejudicados, ao terem seus nomes associados a Geraldo Alckmin (PSDB), cita sobre o possível fracasso da legenda em Conquista, devido “a gestão “desastrosa” do prefeito da cidade, Hérzem Gusmão (MDB). 

Em 2010 e 2014, respectivamente, José Serra e Aécio Neves venceram” na cidade, o que pode não ocorrer nessas eleições, por conta do fracasso administrativo de Gusmão Pereira. O prefeito não se manifestou até o momento. A informação local foi postada pelo Blitz Conquista e confirmada pelo Sudoeste Digital.

Leia a matéria da Veja:

Presidente nacional do DEM e prefeito de Salvador, ACM Neto pediu aos aliados que intensifiquem campanha ao presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB) na Bahia. O estado, quarto maior colégio eleitoral do país, é considerado um reduto petista e garantiu nos últimos pleitos vitórias expressivas aos candidatos do partido.

Segundo relataram aliados de ACM Neto a VEJA, candidatos a deputado federal ou estadual — ou da própria chapa majoritária, exceto Jutahy Magalhães, que disputa o Senado — temem perder votos com a exposição associada ao tucano. Por isso a cobrança é direcionada apenas às lideranças políticas que não concorrem a nenhum cargo este ano. A avaliação é que eles não teriam motivos para não se expor.

No grupo do presidente nacional do DEM, também há um temor de um eventual segundo turno entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

Até em cidades baianas que garantiram vitorias tucanas nas últimas eleições, há um receio de fracasso neste pleito. É o caso de Vitória da Conquista, onde José Serra e Aécio Neves venceram em 2010 e 2014, respectivamente. A gestão “desastrosa” do prefeito da cidade, Hérzem Gusmão (MDB), pode prejudicar Alckmin, segundo interlocutores do prefeito da capital baiana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments