ELEIÇÕES 2018 | PF monitora candidatos e mira vanzeiros

Resultado de imagem para vans em conquista
A utilização de transporte clandestino a serviço de candidatos a deputado estadual em Conquista passou a ser alvo de ações da polícia nos últimos dias em Vitória da Conquista, a 506 km de Salvador. O monitoramento se intensificou esta semana, com a edição de duas portarias publicadas pela Justiça Eleitoral.

     CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo apurou o Sudoeste Digital, pelo menos três políticos estariam sendo monitorados pela associação da campanha aos clandestinos, que aplicam plotagem no vidro traseiro para obter um "salvo conduto" do candidato em caso de fiscalização e apreensão do veículo.

A portaria específica para este fim, denominada de "Portaria Unificada Nº 2/2018", solicita a Polícia Federal, além das polícias Civil e a Polícia Militar coibirem o transporte de eleitores, neste município, por meio de vans, no dia 7 de outubro próximo e, se houver segundo turno, no dia 28 de outubro do corrente ano, efetuando apreensão dos veículos eu estiverem transportando eleitores irregularmente, nos termos da legislação eleitoral pertinente”.

Imagem: Anderson Oliveira/Blog do Anderson
Na outra portaria, denominada de "Portaria Unificada Nº 001/2018", a Justiça destaca que "ficam autorizadas a Polícia Federal, a Polícia Civil e a Polícia Militar a adotarem dentre outas ações preventivas, em especial, medidas que visem ao combate de derramamento de santinhos nas vias públicas próximas aos locais de votação na madrugada do dia da eleição, ao transporte e alimentação irregulares de eleitores no dia do pleito, bem como qualquer tipo de propaganda eleitoral em desacordo com as normas eleitorais vigentes”.

As suspeitas ficaram mais evidentes com a suspensão da fiscalização aos clandestinos, que durou apenas um dia e resultou na apreensão de apenas dois veículos, num universo de 600, entre vans e carros de passeio irregulares no transporte de passageiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments