SABIA DEMAIS? | Polícia vai pedir quebra de sigilo telefônico de empresário morto a tiros em Conquista; assassinos levaram dois celulares da vítima

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, óculos de sol e barba
A polícia de Vitória da Conquista vai pedir a quebra dos sigilos fiscal e telefônico do empresário Ivan Carlos Gallina, 29 anos, morto a tiros em seu escritório, na manhã desta sexta-feira (21). Câmeras de vigilância ao longo da via também podem auxiliar nas investigações. A Delegacia de Homicídios de Conquista ainda não se manifestou sobre essa informação.

Após o crime, ocorrido na sede da Ivan Assessoria Seguro DPVAT, na Avenida Filipinas, em frente ao Hospital Geral de Vitória da Conquista, os assassinos fugiram, levando dois celulares e a chave do carro da vítima.

Imagem: Anderson Oliveira/Blog do Anderson
As informações sobre o pedido de quebra de sigilos, obtidas com exclusividade pelo Sudoeste Digital, foram confirmadas por uma fonte da alta cúpula da Secretaria de Segurança Pública da Bahia.

Entre as linhas de investigação estão incluídas a relação da vítima com pessoas ligadas a serviços na área veicular e financeira (desacordo comercial), sem descartar latrocínio e motivo passional. A hipótese mais forte, apurada com uma fonte externa, sustenta que o autor teria deixado de repassar valores à família de uma vítima de acidente, correspondente ao seguro obrigatório.

"Nada está descartado, mas os motivos que levaram os bandidos a se preocuparem com os celulares é que pode levar a polícia ao mandante ou mandantes", sintetizou a fonte, sob anonimato. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Natural de Chapecó, interior de Santa Catarina, Gallina chegou a ser socorrido e encaminhado ao hospital em frente ao seu escritório, mas não resistiu aos ferimentos. Prepostos das polícias Rodoviária Federal, Civil e Militar estiveram no local para preservar a cena e iniciar as apurações do crime. Até então ninguém foi preso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments