POVOADO DE ABELHAS (Vídeo) | Idoso de 82 anos percorrer 12 km em busca de água


Todos os dias o aposentado José Ramos, de 82 anos, ⇧ cumpre uma dura rotina em meio à paisagem seca do Povoado de Abelhas, em Vitória da Conquista, a 509 km de Salvador. Com baldes vazios, ele percorre a estrada de chão, por 12 km, até chegar ao único local onde ainda se encontra água para as necessidades do dia-a-dia.

TV CONQUISTA
Imagens registradas por Alessandro Ramos



A situação se agravou após a perda de vazão do único poço artesiano da comunidade, num terreno particular, a 3 km da sede do povoado, que abastecia cerca de mil moradores de Abelhas. Muitos chegam a ficar até 30 dias sem água potável. "Estamos enfrentando um grande problema com falta d'água, pois o poço não tem vazão suficiente", reforça o morador Alessandro Ramos.⇩


De acordo com ele, como a média é de 70 litros por pessoa na comunidade, o consumo chega a 70 mil litros, o que não tem sido garantido por causa dos problemas no poço artesiano. Para agravar o quadro, a bomba d'água apresentou problema e está em manutenção há pouco mais de 10 dias.

Mas, mesmo que ela retorne, fará pouca diferença, já que não há o que captar. "A Prefeitura quer tapar o sol com a peneira. Tem que abrir novos poços", defende o morador, lembrando que em Abelhas havia um reservatório de 10 mil litros. "A água era bombeada e jogada na caixa, mas há quatro anos ela se rompeu e, de lá pra cá, somente promessas de um novo reservatório e um novo poço".

Imagem Adinilson alerta: “Falta de água na zona rural já está uma calamidade pública”A denúncia dos moradores foi levada ao plenário da Câmara Municipal, na sessão do dia 3, pelo vereador Adnilson Pereira (PSB). Ele disse que a falta de água na zona rural deva ser uma preocupação da Câmara e do Poder Executivo.

Adinilson alertou que o verão nem começou, a situação da falta de água já está uma calamidade pública. Ele conta que no ano passado, já havia feito uma indicação preocupado com o poço artesiano do povoado de Abelhas, e o caso ganhou repercussão esta semana.

“O poder público também tem que mostrar sua preocupação como nós estamos tendo”, pontuou. “É preciso construir um reservatório e dar manutenção ao poço artesiano do povoado”, solicitou. A Prefeitura não se manifestou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments