SEU BOLSO | Herzem Gusmão anuncia aumento da tarifa de ônibus; reajuste começa a valer dia 14

Ao contrário do que propagou, tentando desmentir reportagem do Sudoeste Digital, o prefeito Herzem Gusmão (MDB) resolveu autorizar o aumento da passagem do transporte coletivo, que passa de R$3,30 para R$3,80. O novo reajuste é de mais de 15%.

O prefeito tentou desqualificar uma apuração dos jornalistas deste site, que previram o aumento nos próximos dias, o que vai acontecer a partir do dia 14, próxima segunda-feira.

De acordo com as planilhas obtidas pelo Sudoeste Digital, se houvesse fiscalização repressiva aos mais e 600 clandestinos, que absorvem mais de R$1 milhão por mês do faturamento das duas empresas de ônibus, o valor real da tarifa seria de, aproximadamente, R$3,60, o equivalente a 8%.

Como inexiste fiscalização e descumprimento de recomendação da promotora de Justiça, Lucimeire Carvalho, para que o município realize blitze e apreenda os clandestinos, vans e carros de passeio que o transporte ilegal de passageiros acaba influenciando na tarifa.

Entenda o porquê da fuga de passageiros aumentar a tarifa: O custo por km para um ônibus sair de um ponto A ao B com um passageiro é mesmo com 50 passagens.  Logo, quanto mais passageiros, mais pessoas para ajudar naquele custo por km.

O inverso  àquele custo recairá para somente aqueles passageiros que restaram nos ônibus.. Então, o que vale dizer: os passageiros irão patrocinar o projeto das vans com um aumento exorbitante da tarifa.

O relatório técnico encomendado pela Prefeitura recomenda o contrário, alertando que "as vans não podem interferir nos contratos das empresas de ônibus". Ou seja, com a migração de passageiros dos ônibus para os clandestinos, a tarifa sofre influência e o reajuste torna-se inevitável.

O último reajuste na tarifa foi em fevereiro do ano passado, quando a passagem saltou de R$2,80 para R$3,30. O aumento foi de 18%, considerado bem acima do índice da inflação, por isso foram levantadas suspeitas à época.

A reportagem havia apurado que a tarifa do transporte público em Conquista deveria passar dos atuais R$3,30 para R$4,15 nos próximos dias, mas a Prefeitura teria recuado devido ao medo de protestos acirrados de estudantes.

O aumento pensado, um dos maiores já registrados nos últimos 15 anos no município,  seria de 20,5%. RELEMBRE AQUI

A publicação saiu no Diário Oficial desta quinta-feira (11) e representa um reajuste de mais de 15%. De acordo com a Prefeitura, "a tarifa para os estudantes de nível fundamental, médio e superior, cadastrados pelo Poder Público Municipal, corresponderá a 50% da tarifa integral, mediante a aquisição de bilhete eletrônico municipal escolar".

Conforme a publicação, em seu artigo 3º, "a tarifa aos domingos e dias oficiais de feriado nacional, estadual e regional reconhecidos no Município, ou feriado municipal, fica reduzida em 50% da tarifa integral cobrada aos usuários não beneficiados pela meia-entrada estudantil" e no parágrafo único, "o benefício de que trata o caput abrangerá apenas os passageiros que utilizam o Bilhete Eletrônico Municipal".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments