Madeireira Sudoeste

Madeireira Sudoeste

JUSSIAPE | Educação em Jussiape é a pior da Chapada Diamantina segundo TCM

O Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia divulgou a pontuação atribuída à educação pública oferecida pelos municípios baianos, através de levantamento realizado com base no Índice de Performance da Educação nos Municípios – IPEM. A nota fica em disponibilidade pública no site ipem.tcm.ba.gov.br e no ícone de acesso rápido no site do TCM.

Segundo site do IPEM, das 25 cidades conceituadas como pertencentes à região da Chapada Diamantina, Jussiape é o município que apresenta menor nota geral somando total de 8,031 pontos para a Educação Pública. Nesta lista estão cidades como Mucugê (10,545 pontos) com péssimo rendimento, mas também as melhoras cidades como Barra da Estiva (21,187 pontos) que aparece em 4ª posição e Seabra em primeiro lugar (41,798 pontos); Seabra, porém, com orçamento muito superior as demais (R$84.053.000,00). Já Barra da Estiva com orçamento de R$56.342.375,00 e Jussiape R$19.273.534,29.
Ainda dentre os problemas na Educação em Jussiape está a remuneração dos professores que, segundo TCM, o percentual de recursos do FUNDEB aplicado na remuneração dos profissionais do magistério é de 55,78%. Enquanto que em Barra da Estiva este percentual fica em 79,94%. Ibicoara, por exemplo, fica bem próximo do limite (60%) com 65,65% do FUNDEB é gasto com remuneração dos profissionais.

IPEM

O IPEM é uma ferramenta de gestão elaborada para ampliar o conhecimento sobre a realizada da educação pública no Estado da Bahia e reúne dados de avaliação sobre o desempenho da gestão da educação, o desempenho dos estudantes e o cumprimento das obrigações legais por parte das administrações.
Além de conceituar a performance de município na educação, com o IPEM, será possível conhecer as deficiências e acertos em cada um dos aspectos avaliados, o que possibilita o direcionamento de esforços para a correção das deficiências mais graves. Essa nova ferramenta, desenvolvida pelos técnicos do TCM, foi apresentada ao público durante seminário realizado no dia 6 de dezembro do ano passado, e faz parte das ações que estão sendo implementadas pelo TCM e TCE dentro do programa Educação é da Nossa Conta”, que tem a coordenação da conselheira Carolina Costa, do TCE, e do conselheiro substituto Alex Aleluia, do TCM.
O desempenho da gestão será mensurado através de quatro indicadores: acesso à creche e universalização da pré-escola; universalização do ensino fundamental; universalização do ensino médio; e o índice de efetividade da gestão municipal – IEGM. Já o desempenho dos estudantes será medido através da proficiência em leitura, escrita e matemática e dos dados do índice de desenvolvimento da educação básica – IDEB. Por fim, o cumprimento das obrigações legais será apurado de acordo com o atendimento, pelo gestor, das obrigações legais junto ao TCM e o cumprimento do piso nacional de remuneração do magistério.
O IPEM vai contribuir para a disseminação de boas práticas entre os municípios baianos e orientar na aplicação de recursos públicos na área da educação, tornando mais eficiente o valor do investimento por aluno. Também vai facilitar o conhecimento do contexto municipal, de acordo com orçamento, número de habitantes e valor investido por aluno. | Fonte: TCM, IPEM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments