DIGITAL PIMENTAS

CONQUISTA | Prefeitura vai renovar contrato emergencial com Cidade Verde


A Prefeitura de Conquista anunciou a renovação do contrato emergencial com a Viação Cidade Verde, que, desde agosto do ano passado, assumiu todas as linhas de transporte coletivo na cidade, imediatamente após a crise que culminou com a falência da Viação Vitória.


Para amenizar a crise no transporte público, que diariamente atende a 90 mil usuários, a Cidade verde assumiu o lote 1, operado pela Vitória.

O acordo que vai celebrar a renovação foi discutido no fim da tarde dessa quarta-feira (13), no Gabinete da Prefeitura da Zona Oeste. Segundo a Prefeitura, em nota, além da decisão, as partes também conversaram sobre outros assuntos pertinentes para a melhoria do serviço.

"A Prefeitura se mostrou atenta e sensível a todas as demandas apresentadas, buscando, de imediato, soluções para atendê-las. Um dos compromissos firmados foi quanto à fiscalização do transporte clandestino", diz a nota, emitida pela Secretaria de Comunicação.

Sem fiscalização, o terceiro maior município da Bahia (atrás de Salvador e Feira de Santana), comporta mais de 1,2 mil clandestinos, entre vans, veículos de passeio e transporte não regulamentado por aplicativo.

Em entrevista à jornalista Lilian Symaia, o  representante da Cidade Verde, Sérgio Hubner, disse que “a empresa confia na gestão e continuará contribuindo”. Afirmou ainda que houve unanimidade entre todas as partes presentes de que o sistema transporte coletivo público de Vitória da Conquista não sobrevive e não segue adiante como está.

“O município reconheceu o esforço empreendido pela Cidade Verde e das urgentes ações do município para salvaguardar a continuidade e investimentos neste essencial setor e de interesse público representado pelo transporte coletivo, que sobretudo faz inclusão garantindo conquistas sociais (idosos, estudantes, deficientes e outros tantos). O governo municipal se comprometeu que será austero e imediato quanto às políticas públicas para preservar o bem público que é o transporte coletivo”.

O vereador Coriolano Moraes (PT), que também participou da reunião, destacou que foi bastante produtiva e que tem a ganhar com o resultado é a população, funcionários que aguardavam ansiosamente o desfecho do transporte público do município. “Prevaleceu o bom senso. Agora é preciso reestruturar o sistema do transporte público e garantir todas as gratuidades. A prefeitura ficou de cumprir com uma série de ações a fim de garantir um transporte de qualidade a todos os cidadãos conquistenses e sabemos que prevalecerá o bom senso novamente”.

Em meio a uma série de críticas da imprensa, em relação aos ataques direcionados ao transporte público, o prfeito Herzem Gusmão (MDB) tentou suavizar a situação. “A Cidade Verde tem a aceitação e credibilidade de Conquista, opera de maneira muito bem, cumpre o contrato”, afirmou.

Segundo ele, a renovação do contrato emergencial está amparada na eficiência da empresa. O gestor também capitanear a situação, observando que a Prefeitura tem criado condições favoráveis para atuação da Cidade Verde na cidade. “Nós, inclusive, com o apoio da Câmara, promovemos a isenção do ISSQN [Imposto de Sobre Serviços de Qualquer Natureza]”, frisou.

O diretor da empresa Cidade Verde, Paulo Bongiovanni, por sua vez, reafirmou a presença da empresa no efetivo de linhas em Vitória da Conquista. “Podem contar com a gente. Nós precisamos ter apenas a fluidez do serviço, e eu tenho certeza de que isso vai acontecer”, disse.

Sobre a constante abertura para o diálogo com a Prefeitura Municipal, ele avalia: “Ótimo, acho que conversando a gente se entende.” Além de membros do governo municipal e da Viação Cidade Verde, participaram do encontro os vereadores Jorge Bezerra (SD), líder do governo na Câmara e  o líder da bancada de situação, Luís Carlos Dudé (PTB).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments