EDITORIAL || Herzem desrespeitou 21 vereadores e seu secretário de mobilidade

Imagem Câmara não consegue selar acordo entre Cidade Verde e Prefeitura
Enquanto vereadores, imprensa,  secretário e coordenador de Mobilidade Urbana e a direção da Viação Cidade Verde avançavam, sem almoço, nesta tarde chuvosa de sexta-feira, 12, tentando, juntos, encontrar uma saída para o dramático momento em  que vive o transporte público por conta da clandestinidade que toma de assalto as ruas de Vitória da Conquista, o prefeito Herzem Gusmão caprichosamente - e com  peculiar vaidade, vai a público ameaçar a empresa de ônibus que tanto socorreu seu governo.

Ao agir assim, Herzem atacou os interesses da população conquistense, que já  experimentou ficar por quase um mês sem transporte púbico, quando da caducidade e falência da Viação Vitória. 

Quem sabe no imaginário do prefeito bastasse elevar o tom ameaçador no blog Resenha Geral, que a empresa se sujeitaria aos seus comandos e ao mesmo tempo conviveria com a sua omissão e submissão com os clandestinos.

O objetivo não só não foi alcançado como azedou e desconstruiu metade de um dia penoso dos trabalhos da Câmara, jogando por terra o esforço de dezenas de vereadores.

A empresa Viação Cidade Verde, sentindo-se frustrada pelo tratamento, não recuou como se imaginava, demonstrado total desmotivação em continuar colaborando com o contrato emergencial do lote 1.

Nada está tão ruim que não possa piorar. Se havia algum fio de esperança que o sistema seguiria pleno, após o dia 31 de maio (data da carta), parece que Herzem jogou fora a possibilidade, sem sequer pensar na população.

Lamentável, pois notadamente a empresa Cidade Verde não mediu esforços para socorrer as linhas abandonadas pela Viação Vitória. Justiça seja feita.

Público e notório que a Viação Cidade Verde se meteu em um problema que não foi criado por ela. Acudiu metade da cidade, na tentativa de evitar que o sistema de transporte público desabasse e pensava que estaria sendo simpática com o governo.

Herzem Gusmão parece não reconhecer tudo isso. Assim, se esqueceu de quem necessita de ônibus.

Em vão foi o esforço do presidente da Câmara, Luciano Gomes, que buscou congregar forças para contornar o celeuma.

Tudo indica que cinco linhas amanheçam sem ônibus:  Pradoso x Centro, Santa Marta x Centro, Senhorinha Cairo x Centro, Lagoa das Flores x Centro, Lagoa das Flores x Uesb. E, para piorar, o prefeito torna público em sua decisão que o lote 1 não será mais atendido pela Viação Cidade Verde. Mantida essa decisão do gestor, serão 50 mil usuários sem transporte público nos próximos dias.

É aguardar para conhecermos como Herzem Gusmão fará tal mágica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments