ARTIGO | Amanhã será um novo dia! (Padre Carlos)*


Tem certos dias que meu corpo se recusa a me obedecer, como se quisesse me dizer: não, eu não vou ou, pare!

Meu querido corpo, esta vida não nos permite parar, não podemos parar no tempo e nem deixar que o tempo pare os nossos projetos e sonhos que ainda temos o direito de sonhar. 

Mas parar como?  Mesmo que eu quisesse, não conseguiria parar na altura desta vida, descobriria com certeza outros trabalhos para preencher os meus dias. Mas e as doenças? Não, estas não chegaram e espero que não apareçam tão cedo, falo de coisas graves, mas as pequenas coisas com que o corpo nos bloqueia a força, cada vez mais vai nos limitando.

Falo das facetas da corporeidade a fim de mostrar sua prodigiosa força, que com o tempo, vai incapacitando esta matéria nos deixando mais lento.

As horas demoram de passar, o relógio parece brincar comigo e se recusa a girar e de repente chegou à noite e nada conseguir fazer de concreto, uma sensação toma conta de mim. Sim perdi muito do meu tempo esperando que algo de novo chegasse à minha vida, será que foi um tempo tão mal perdido assim.

E vem uma tristeza que nos cobre, que nos dilacera o coração parecendo uma doença e para quem já viveu momentos muito mais terríveis, há ainda a culpa da perda.

Diante de tudo isto, o que me restou? O medo. Esse velho amigo que nunca mais me deixou e que parece está atento e escondido, nos recantos mais escuros da minha alma, na minha casa ou na minha rua. Eu olho do meu portão e com uma lágrima e quase chorando posso ainda dizer: Amanhã é outro dia.
SOBRE O AUTOR E SEU CONTEÚDO

* (Padre Carlos Roberto Pereira, de Vitória da Conquista, Bahia, escreve semanalmente para esta coluna)

Sudoeste Digital reserva este espaço para seus leitores. 
Envie sua colaboração para o E-mail: redacao@tvsudoestedigital.com.br, com nome e profissão.

Os artigos assinados não refletem necessariamente a opinião do site, sendo de inteira responsabilidade de seus autores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments