TRAGÉDIA | Morre homem que teve 99% do corpo queimado após explosão em caminhão-tanque


O Departamento de Polícia Técnica, acionado pela polícia civil de Riacho de Santana, no Centro Sul Baiano, apura as causas que deram origem à uma explosão que matou o funileiro Elielson de Jesus Mathias, de 38 anos, quando ele realizava serviços num tanque de armazenagem de combustível.
Mathias, que sofreu queimaduras de 2° e 3° grau em 99% do corpo, não resistiu aos ferimentos e morreu nesse domingo (07), no Hospital Regional de Guanambi (HRG). Não há registro de outros feridos no interior ou nas imediações da oficina.

A vítima realizava manutenção em um caminhão-tanque no município de Riacho de Santana, no Centro Sul Baiano, quando ocorreu uma explosão.

A principal suspeita é de que a vítima entrou na parte interna do tanque com uma lâmpada para fazer um serviço no referido local. No entanto, antes de sair do compartimento, teria esbarrado na lâmpada e como havia vapor dos produtos químicos no tanque, gerou fogo e ele acabou sofrendo graves queimaduras.

Ele foi socorrido por uma equipe de Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) e encaminhado a emergência do HRG.

A unidade de saúde chegou a conseguir uma vaga para a vítima no Hospital Geral de Salvador (HGE) e o transporte seria em uma UTI aérea, mas o estado de saúde da vítima se agravou e ela morreu na unidade de saúde. A morte causou grande comoção de familiares e amigos em Riacho de Santana.

Postar um comentário

0 Comentários