Madeireira Sudoeste

Madeireira Sudoeste

ARTIGO | Quinhentos anos de lutas (Padre Carlos)*

Durante o mês de agosto, faremos seis artigos resgatando estes cinco séculos de luta do povo brasileiro. Nosso objetivo é tentar ajudar aos mais novos construir uma linha do tempo tendo as lutas e conquistas deste povo como tema central.
            Assim, trabalharemos os seguintes acontecimentos:

                        Descobrimento e o Brasil Colônia;
                        A chegada da Família Real e o Império;
                        A primeira República;
                        Revolução de trinta e a era trabalhista;
                        Golpe de 64 e a Ditadura;
                        Nova República aos dias de hoje.

Quando estudamos a História, aprendemos que sua importância esta relacionada acima de tudo a compreensão dos fatos para não cometermos os mesmos erros do passado; mas acima de tudo, para que tenhamos a oportunidade de organizar o agora e o porvir de modo mais seguro. 

Sob tal perspectiva, o estudo dos fatos consumados sempre teve um valor estratégico. Em outras palavras, essa ideia sugere que a análise e a crítica do passado determinam o alcance de um futuro livre das mazelas que um dia nos afligiu.

O termo História vem do grego e significa "historie", "conhecimento através da investigação “testemunha”. História é a ciência que estuda a vida humana através do tempo, analisando a ação do Homem no tempo e no espaço. 

Através dos variados testemunhos deixados pelos nossos ancestrais conseguimos reconstituir o passado, compreender o presente e precavermo-nos para o futuro. É o estudo do passado para entendermos o presente, mas de um passado vivo, que está presente em nós, uma vez que somos o resultado de tudo o que aconteceu.

Não devemos esquecer as nossas memórias, porque um país sem memória caminha desorientado, pois não conhece seu passado, não tem consciência do seu presente, e não projeta perspectiva no futuro.

Assim, só através da história poderemos entender como fomos constituídos como Nação, e que Ela representa um culto do solo, o gênio da língua, a inspiração da poesia, a música do patriotismo, a fé da religião, a força da ideologia, a vocação da liberdade e do direito; todos esses valores que as gerações memorizam e consagram movidas da esperança, e do propósito e do pensamento de fazê-los eternos e indestrutíveis como as forças supremas da natureza, sobre as quais não tem o homem jurisdição para aplicar a pena capital e extingui-las.

Foi por entender a importância deste tema e apesar de ter a filosofia como formação, que tento buscar neste trabalho o debate e a compreensão dos desafios da nossa democracia, isto é não deixar que o esquecimento das nossas lutas e conquistas, que o sentimento de nação possa nos resgatar da nossa inercia diante daqueles que usam a falta de memória do nosso povo como instrumentos demagógicos, exatamente, esse tipo de patologia que já Aristóteles, na velha Grécia, denunciava como sendo a mais grave doença da democracia. A memória curta, na história e na política.

SOBRE O AUTOR E O CONTEÚDO POSTADO

* (Padre Carlos Roberto Pereira, de Vitória da Conquista, Bahia, escreve semanalmente para esta coluna)

Sudoeste Digital reserva este espaço para seus leitores. Envie sua colaboração para o E-ail: redacao@tvsudoestedigital.com.br, com nome e profissão.

Os artigos assinados não refletem necessariamente a opinião do site, sendo de inteira responsabilidade de seus autores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Comments