CONQUISTA | Vereadores destacam importância do MDC

Imagem SESSÃO ESPECIAL: Movimento das Donas de Casa é homenageado na Câmara
Foi realizada na manhã desta quarta-feira, 9, na Câmara Municipal de Vitória da Conquista, uma sessão especial em comemoração aos 10 anos de formatura da primeira turma do MDC – Movimento das Donas de Casa. A sessão foi proposta pelo vereador Osmário Lacerda (MDB).



A sessão foi aberta pelo presidente da Casa, Luciano Gomes (PL), que ressaltou a importância do trabalho realizado pelo Movimento das Donas de Casa – MDC, nesses 11 anos de existência. “Um projeto que deu certo e que vem ajudando muitas mulheres e famílias conquistenses”, disse.

Proponente da sessão, o vereador Osmário Lacerda (MDB) relembrou a história do MDC desde a fundação, em 2008, até os dias atuais, e de sua participação na organização da sociedade civil, oferecendo cursos profissionalizantes. O parlamentar parabenizou o movimento pelo belíssimo trabalho em Vitória da Conquista e na zona rural, além de também estender os parabéns à fundadora Irma Lemos. O vereador ainda salientou as atividades oferecidas pela unidade e seu êxito na capacitação de pessoal na região Sudoeste em seus 11 anos de funcionamento.

Benefício para todos - Idenilza Silva Jardim, professora do MDC, disse que é um prazer “fazer parte dessa instituição”. Relatou que sempre diz a Dona Irma (fundadora do MDC) que “ela projetou e Deus consumou”. Comemorou os benefícios que o projeto traz para as mulheres e para os homens também, e finalizou dizendo que o MDC já tem história em Conquista e no Sudoeste. “Hoje quero parabenizar a todos e pedir a Deus que continue nos abençoando, pois quem passar por lá verá como esse trabalho é lindo”.

Um sonho num momento doloroso - Sheila Lemos, filha de Irma Lemos, frisou que o MDC surgiu de um sonho e num momento doloroso para sua família – tinha perdido o irmão caçula. Ela explicou que a família buscava uma forma de fazer Irma voltar a sorrir, pois estava abatida com a morte do filho. Sheila explicou que o início do projeto foi tímido, mas o MDC foi crescendo e em onze anos já atendeu mais de três mil pessoas. Ela parabenizou a mãe, grande idealizadora do movimento e “eterna presidente”, toda a equipe e beneficiários. Sheila ainda afirmou que enfrentará um grande desafio, pois deve assumir a presidência do MDC.

Uma família - A presidente do MDC, Elizabete Passos, disse que hoje é um dia muito especial, pela relação de pertencimento que envolve as pessoas envolvidas no projeto. “Hoje para nós é um dia muito especial. O MDC pra nós é uma família, é nossa casa”, disse ela. “Nós gostamos demais do MDC. Nós só temos a agradecer porque Deus tem sido maravilhoso em nossas vidas, na vida do MDC”, disse Bete, como ela é carinhosamente conhecida.
Ainda em seu discurso, ela destacou a importância da atuação da vice-prefeita Irma Lemos junto ao MDC, fundado por ela. “Por trás do MDC existe Dona Irma”, ressaltou.

Câmara tem sido generosa com a entidade - A vice-prefeita e fundadora do MDC, Irma Lemos (PTB), afirmou que a Câmara tem sido generosa com a entidade desde a sua fundação e salientou que ainda hoje, encontra muita resistência nas doações e na divulgação dos trabalhos, mas o MDC está na ativa para servir e ajudar, não só na vida profissional, como também na vida pessoal. “Nós não temos uma estrutura científica, mas temos Cristo”, disse.

FALAS DOS VEREADORES EM PLENÁRIO

Imagem Cícero parabeniza MDC pelos 11 anos de trajetória O vereador Cícero Custódio (PSL) parabenizou a iniciativa pelo aniversário da entidade. Afirmou que iniciativas como o MDC devem receber mais incentivos, porque fazem a diferença na vida de muitas pessoas, levando ações de capacitação. Ele acredita que o MDC pode ser ampliado e até mesmo abrir um posto na zona oeste, pois acredita que muitas pessoas têm dificuldade em se dirigir até o centro da cidade, onde fica a sede da entidade. 


Imagem Nildma afirma que projetos como o MDC empoderam as mulheresA vereadora Nildma Ribeiro (PCdoB), por sua vez, frisou que o movimento empodera as mulheres, dando oportunidade de capacitação a elas. "É uma ferramenta essencial para que as pessoas conquistem independência financeira, sobretudo as mulheres". 

Nildma lembrou que muitas mulheres que sofrem violência doméstica também são dependentes financeiras do parceiro. Ela explicou que a independência financeira é fundamental, entre outros fatores, para se quebrar o ciclo de violência. Nildma afirmou que, como mulher e moradora de um bairro popular, sabe da diferença que um projeto como o MDC pode fazer na vida das pessoas mais necessitadas.    

Ela ainda falou do Projeto Margarida Alves, iniciativa criada por ela para ofertar cursos de qualificação, especialmente para o público feminino. Segundo a vereadora, já passaram inúmeras pessoas pelo projeto. Ela ainda parabenizou Irma Lemos por ser a primeira mulher que ocupará, em quase 179 anos de história conquistense, o cargo de prefeita.  

Imagem Professor Cori ressalta a importância do trabalho do MDC em ConquistaJá o vereador Professor Cori (PT) iniciou seu pronunciamento afirmando que o MDC – Movimento das Donas de Casa e Consumidores – é um movimento de humanização. Segundo o parlamentar, o projeto vai além das siglas e possibilita oportunidades às pessoas humildes do município.

Cori ressaltou que a vice-prefeita e fundadora da entidade, Irma Lemos, transformou a dor em amor para servir e ajudar a quem precisa e levar pessoas para o mercado de trabalho em Vitória da Conquista. O vereador salientou que o MDC não tem fins lucrativos, mas que a entidade é um grande patrimônio do município e seu grande lucro é promover a dignidade das pessoas, tornando o projeto um exemplo para os demais programas sociais da cidade, e de Irma, um exemplo para todos.

Imagem Jacaré defende mais incentivos para projetos como o MDC Para o vereador Fernando Jacaré (PT) o destaque fica para a importância social desse tipo de projeto, que proporciona oportunidade para as pessoas, especialmente mulheres. O MDC foi fundado pela ex-vereadora e atual vice-prefeita Irma Lemos. 

Em sua fala, lembrou que foi colega de Irma, inclusive na Mesa Diretora da Casa, quando ele foi presidente e ela, 1ª secretária. Jacaré frisou que hoje estão em lados opostos na política, mas a amizade e admiração permanecem. O vereador ainda defendeu mais incentivos para projetos como o MDC, pois são iniciativas que enfrentam muitas dificuldades, mas fazem a diferença na vida das pessoas, sobretudo as mais necessitadas.  

Postar um comentário

0 Comentários