"DONA MARIA" | Conheça a origem do apelido, a história do avião comprado nos EUA e mais detalhes



Jasiane Silva Teixeira, ‘Dona Maria’, a antiga Dama de Copas do Baralho da SSP da Bahia – já que o baralho foi atualizado na última semana – continua cumprindo pena em regime fechado, mas a polícia permanece investigando a facção comandada pela criminosa e busca capturar o segundo escalão da organização.


Muitos questionaram o aparato de guerra utilizado para transferir ‘Dona Maria’: será se ela é isso tudo mesmo? É muito mais: respondeu ao BConquista, uma fonte envolvida na investigação que resultou na prisão da traficante ocorrida no interior de São Paulo. O conteúdo integral é do Blitz Conquista.

Até 2008, quando foi presa pela primeira vez, Jasiane era uma simples garota que traficava na companhia do seu primo e esposo, sendo conhecida pelo próprio nome. Com o passar do tempo, Bruno de Jesus Camilo, vulgo Pezão, ganhou espaço no mundo do crime.

Tudo poderia ruir quando Pezão foi preso, mas o traficante não perdeu tempo e escreveu uma carta, de dentro do presídio, para os seus súditos. No escrito em uma folha de caderno, o criminoso transferia toda autoridade a sua esposa, apelidada por ele de ‘Dona Maria’.

Desde então, a organização criminosa se tornou a mais violenta do sudoeste baiano. Inclusive, policiais afirmam que ela [Dona Maria] sempre foi impiedosa, muito pior do que o seu companheiro. Desde então, a traficante não parou. ‘Dona Maria’ foi arrojada e avançou com os negócios, que ampliaram ainda mais depois da morte de Pezão, fato ocorrido em 2014, em confronto com policiais civis de Vitória da Conquista em Santa Cruz Cabrália.

Batizada pelo PCC e namorando o ‘Carioca’(‘Dona Maria’ namora um dos braços financeiros do PCC, diz PC), braço financeiro da facção paulista, a criminosa passou a investir na compra de drogas e armas (pistolas, fuzis e até granadas) diretamente da Bolívia, Venezuela, Colômbia e Peru, diz a PC.

Para fazer o transporte e diminuir os riscos de perdas, a organização criminosa comandada por ‘Dona Maria’ comprou um avião na Florida, nos Estados Unidos, pelo valor de R$ 800 mil.

A fim de possibilitar que a aeronave realizasse voos noturnos e em condições adversas, foram investidos mais R$ 300 mil em equipamentos, além da instalação de dois tanques extras de combustível, aumentando a autonomia de voo. Também, uma pista clandestina foi aberta no meio de uma mata fechada na zona rural de Vitória da Conquista, próximo à estrada de acesso a cidade de Caetanos.



A pista e o avião foram descobertos pela PC, em 20 de outubro de 2018 (PC apreende avião utilizado no transporte de drogas). Três pessoas foram presas no instante que chegavam para embarcar na aeronave.

Nove dias depois, a PC local capturou o suposto responsável pela pista e logística do transporte da mercadoria do tráfico (PC prende responsável por pista de pouso clandestina usada para tráfico de drogas). O suspeito, Rogério dos Santos da Silva, de 43 anos, foi autuado em flagrante pelos crimes de associação para o tráfico e posse ilegal de arma de fogo e munições.

Em 13 de novembro, dia que Rogério saía do presidio, a PC localizou enterradas, em 03 tonéis grandes, 10 pistolas novas, todas calibre 09 mm de uso restrito e cerca de 2 mil munições, além de um rádio de comunicação e um telefone via satélite usado exclusivamente para conversar com o piloto do avião. Rogério foi novamente preso, juntamente com outras três pessoas (PC descobre local utilizado para esconder armas e cocaína transportada por avião).



A PC avançou nas investigações e teria descoberto a relação de ‘Dona Maria’ com o esquema internacional de tráfico de drogas e armas. A partir de então, a polícia intensificou as investigações para capturar a criminosa.



A operação foi exitosa e ‘Dona Maria’ capturada sem chance de reação e de fuga. Ela chegava a um restaurante, as margens da SP-088, a bordo de um carro de luxo, quando foi surpreendida pelos integrantes da Força Tarefa da PC da Bahia e de policiais paulistas que davam suporte a operação. | Por: BLITZ CONQUISTA.

Postar um comentário

0 Comentários